Os empresários do comércio ficaram menos otimistas na passagem de janeiro para fevereiro, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) registrou queda de 2,8%, o maior recuo dos últimos seis meses, com deterioração em todos os subindicadores da pesquisa. Na comparação com fevereiro de 2013, o Icec teve queda de 5,3%.

Em relação a janeiro, a percepção dos empresários sobre as condições atuais dos negócios teve queda de 3,2% em fevereiro. Na comparação com fevereiro do ano passado, o tombo foi de 9,6%.

O item que mede as expectativas dos empresários quanto à economia, ao setor de atuação e à própria empresa registrou queda de 2,7% em fevereiro ante janeiro. Na comparação com fevereiro de 2013, o recuo foi de 4,7%.

Quanto às intenções de investimentos, houve retração de 2,7% em fevereiro ante janeiro. Em relação a fevereiro de 2013, o recuo foi de 2,0%.

Segundo a CNC, as expectativas dos empresários, que vinham dando sinais de recuperação em função da melhora nas vendas a partir do segundo semestre do ano passado, foram corrigidas para baixo em fevereiro. .com)