Apesar da oscilação nos resultados mensais da indústria, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que indústria de transformação brasileira tem desempenho melhor em 2013 do que no ano passado. Entre os 21 setores pesquisados, 17 tiveram crescimento no faturamento real em julho na comparação com igual mês de 2012.

A utilização da capacidade instalada, segundo a entidade, cresceu em 11 dos 21 setores. A maior alta foi na metalurgia básica e a queda mais acentuada foi nos farmacêuticos.

Em relação às horas trabalhadas, houve expansão em 12 setores. As maiores taxas de crescimento nesse quesito foram para os setores de bebidas e couro e calçados. O emprego cresceu em 12 setores no mês de julho, na comparação com igual mês de 2012.