O faturamento real da indústria nacional cresceu 7,7% em janeiro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo informou hoje a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com dezembro de 2009, a CNI registrou queda de 3,6% no faturamento das empresas, na série com ajuste sazonal. Em relação a dezembro de 2009, sem o ajuste, o recuo foi maior, de 17,3%.

No documento em que apresenta os indicadores industriais, a CNI ressalta que, a despeito da queda nos indicadores de faturamento, outros índices, como as horas trabalhadas e o emprego, seguem crescendo e apontam a continuidade da recuperação da indústria.

As horas trabalhadas cresceram 3,8% em janeiro, em relação ao mesmo mês do ano passado, e 0,6% na série dessazonalizada, na comparação com dezembro de 2009. O emprego subiu 1% em janeiro, ante janeiro de 2009, e 2% na comparação com dezembro de 2009, com ajuste sazonal.

A massa salarial real, por sua vez, registrou avanço de 2% em janeiro deste ano, ante o mesmo mês do ano passado. No caso deste indicador, não há comparação com o mês imediatamente anterior com ajuste sazonal.

A CNI destacou ainda que o nível de utilização da capacidade instalada da indústria (Nuci) manteve-se estável, registrando 81,4% em janeiro, ante 81,5% em dezembro de 2009. Em janeiro do ano passado, quando a indústria sentia mais diretamente os efeitos negativos da crise global, o Nuci estava em 77,8%.