O gerente-executivo de política econômica da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Flávio Castelo Branco, disse que o setor industrial só deve retornar ao patamar pré-crise “ao longo do primeiro semestre de 2010”, sendo que esse retorno será heterogêneo entre as atividades. Segundo ele, o nível de emprego do setor também ainda é inferior ao momento pré-crise e a recuperação ocorrerá ao longo deste ano. “A crise se concentrou na indústria e ainda não passou no setor”, disse o economista, em palestra no seminário Cenários da Economia Brasileira e Mundial em 2010, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

De acordo com Castelo Branco, será preciso aumentar a competitividade e produtividade da indústria e elevar a taxa de poupança para garantir um crescimento sustentado no País nos próximos anos. Ele defendeu também uma taxa de câmbio “menos volátil” para assegurar a competitividade das empresas que atuam no mercado internacional.