Uma das armas do governo para o combate à extrema pobreza no País, o programa “Luz para Todos” foi prorrogado até 2014, por meio de decreto presidencial publicado nesta segunda-feira (11) no Diário Oficial da União. O objetivo é levar o programa de universalização do acesso à energia elétrica às pessoas atendidas pelo “Plano Brasil Sem Miséria” e àquelas que moram em áreas cujo atendimento resulte em elevado impacto tarifário.

Também serão atendidos assentamentos rurais, comunidades indígenas, quilombolas, comunidades extrativistas, escolas, postos de saúde e poços de água comunitários que ainda não foram beneficiados pelo programa lançado em 2003.

Previsto para durar até 2008, a meta inicial do “Luz para Todos” era levar energia elétrica a 10 milhões de pessoas, mas foi necessária uma ampliação até 2011 para que obras já contratadas pudessem ser finalizadas. De acordo com dados do Ministério de Minas e Energia, foram beneficiadas 13,9 milhões de pessoas na primeira fase do programa.