Depois de registrar a maior inflação do País em abril (1,00%), a Região Metropolitana apresentou a maior deflação em maio, com variação negativa de 0,29% no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado hoje pelo IBGE. A queda dos preços na capital paranaense foi influenciada basicamente pelas quedas do gás de cozinha (-10,44%) e da gasolina (-3,65%). O índice nacional de maio para as famílias com renda mensal entre um e quarenta salários mínimos fechou em 0,21%.
O IPCA de maio ficou 0,59 ponto percentual abaixo da taxa de abril (0,80%).