Desde ontem, o comércio de Curitiba está liberado para funcionar em novo horário: até às 22h, de segunda a sexta, e até às 20h aos sábados. Apesar disso, a maioria dos lojistas não adere à extensão do horário, autorizada pelo Sindicato dos Comerciários, nessa primeira semana. Eles preferem aguardar os dias mais próximos ao Natal para oferecer o horário alternativo.

É o caso da loja de artigos de couro e calçados Happy Walk, localizado no centro da cidade. De acordo com a gerente da loja, Zita Cembram, a mudança só acontece uma semana antes do Natal.”Pelo próprio movimento, não compensa deixar a loja aberta até mais tarde antes disso”, explica. Segundo ela, as vendas aumentam mesmo praticamente às vésperas do feriado. O número de funcionários também aumenta, de cinco para oito.

A proprietária da Fanny Modas, Ester Yoon, também diz que não compensa deixar aberta a loja até às 22h, pelo menos por enquanto. “Até o ano retrasado, a gente só fechava às 22h. Mas no ano passado, como o movimento não era grande, fechava às 21h”, contou. Segundo ela, o horário varia conforme a procura. Nos bairros, as lojas também se preparam para as vendas de Natal. Na loja Karin, há 26 anos no mercado e localizada no bairro Hauer, a proprietária Wilma Carmem Kospers diz que deve estender o horário até às 21h já essa semana. “Normalmente, as vendas aumentam entre os dias 15 e 24 de dezembro”, comentou. A expectativa, segundo ela, é que as vendas neste Natal sejam entre 10% e 12% superiores em relação ao mesmo período do ano passado.

Conforme decisão do Sindicato dos Comerciários, as lojas podem abrir ainda nos domingos – dias 15 e 22 – das 11h às 20h. No dia 24, o comércio fecha às 18h e reabre, no dia 26, às 13. No dia 31, fecha às 14h. O comércio em geral adere à extensão dos horários nos últimos quinze dias antes do Natal.