Para os empresários do setor de roupas, acessórios e móveis para bebês e gestantes não tem crise. Pelo menos é o que dizem aqueles que estão participando da Feira Gestante e Bebê 2010, no Parque Barigui, em Curitiba. A Feira iniciou ontem e segue até domingo, com entrada gratuita.

Não há números específicos sobre o crescimento do setor, mas não é difícil de imaginar. Em cada esquina é possível verificar uma loja de roupas ou acessórios para este público.

E não há muita saída: as mamães e papais acabam dando o braço a torcer diante de tantas fofuras expostas. Porém, apesar do crescimento nas vendas ano a ano, os lojistas dizem que é preciso inovar, sempre, para se manter no mercado.

“Nós não só vendemos, mas também prestamos consultoria para as futuras mamães. E desta forma elas criam um vínculo com a gente, o que as faz voltar e não optar por outra loja. A gestante hoje é bombardeada por muitas informações, de todos os lados, então é preciso inovar para chamar a atenção dela”, comenta a gerente da loja Oi Oi Cara de Boi, que vende roupas para bebês e crianças com até 14 anos de idade, Kellen Pompeu.

A proprietária da loja Tangerina Baby, de São Paulo, Amanda Michelin (a loja vende produtos de decoração e artesanato no atacado e no varejo somente pela internet), afirma que a cada ano a procura pelos produtos cresce.

“A crise nunca nos afetou”, comentou ela que produz todos os produtos decorativos para quartos de bebês. Ela também inova vendendo pela internet e para lojistas.

O responsável pela Feira, Leonardo Gomes, afirma que feiras como esta do Parque Barigui acabam resultando 30% a mais em vendas para os expositores. “Aqui as pessoas encontram de tudo, desde roupas e brinquedos, até móveis para o quarto do bebê. Sem falar que tem muitos produtos exclusivos, que os lojistas não colocam em seus estabelecimentos”, comenta.

Algumas lojas estão vendendo com descontos de até 70%. Em média, o público de Feiras como esta tem crescido de 5% a 10% a cada evento, segundo Gomes.

A Feira traz a Curitiba cerca de 80 expositores que estão vendendo uma série de produtos, desde roupas para bebês, crianças e gestantes, até brinquedos dos tipos mais variados, móveis, serviços (como de fotografia, por exemplo).

Quem for à Feira poderá preencher um cupom e concorrer no sorteio de um quarto para bebê (o sorteio vai acontecer no domingo). Carrinhos para aluguel estão disponíveis no local, assim como um espaço para as crianças (com monitores). Os lojistas e expositores são de Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A Feira funciona das 14h às 22h.