João de Noronha / GPP
João de Noronha / GPP

O Dia das Crianças promete aquecer as vendas do comércio varejista nos próximos dias. Conforme projeção da Associação Comercial do Paraná (ACP), as vendas este ano devem crescer 6% em relação ao igual período do ano passado. O valor médio dos presentes é estimado em R$ 45,00, e entre os itens mais procurados devem figurar os aparelhos celulares, principalmente para o público acima de oito anos de idade, além de games e rollers. Entre as meninas, o ?fenômeno Hello Kitty? promete ser a grande sensação, com bonecas, mochilas e inúmeros outros apetrechos da personagem.

Para o vice-presidente de Serviços da ACP, Élcio Ribeiro, o crescimento projetado de 6% é bastante positivo. ?É um crescimento sólido. Não é a loucura de um aumento de 20%, mas também não está havendo aumento da inadimplência?, comentou.

O assessor econômico da Federação do Comércio no Paraná (Fecomércio-PR), Vamberto Santana, também aposta em crescimento de 5% a 6% nas vendas – índice já alcançado em outubro do ano passado. ?A venda mais específica é a de brinquedos?, apontou. Segundo o economista, entre 70% e 80% dos presentes devem custar até R$ 100. ?Alguns pais, tios ou avós podem dar um aparelho celular ou outro produto mais sofisticado. Mas a média mesmo deve ser de até R$ 100?, apontou.

Otimismo

Nos shopping centers de Curitiba, o otimismo em relação às vendas é bem maior. Segundo o superintendente comercial do Shopping Estação, Marco Aurélio Jardim Filho, a expectativa é que o fluxo de pessoas aumente em 30% e as vendas cresçam 17% em relação a igual mês do ano passado. ?Este está sendo um ano de consolidação do Shopping Estação, com maior mix de lojas?, citou.

No último fim de semana, o shopping realizou uma pesquisa junto às crianças e pais que passeavam pelo local. Segundo o superintendente, a maior parte dos pais (30%) disse que vai gastar entre R$ 50 e R$ 100 com o presente para o Dia das Crianças. Em relação aos itens mais procurados, 78% dos pais disseram que vão comprar (ou já compraram) brinquedos.

Entre o público infantil, os meninos afirmaram que querem ganhar carrinhos (24,5%), bonecos (11,5%) – como o Mega Man, Heróis e Maxi Steel, e Playstation (10%). Já entre as meninas, a boneca foi a mais citada, incluindo a Barbie (46%). Além disso, os computadores foram citados por 8% das meninas e 3% dos meninos e os aparelhos celulares por 7% das meninas e 2% dos meninos. As crianças que responderam a pesquisa têm entre 3 e 12 anos.

No PolloShop, as expectativas também não poderiam ser melhores. Por conta da segunda edição do Bazar, que terminou no último domingo, a estimativa é vender 10% a 12% a mais neste Dia das Crianças. ?É uma data importante para o calendário comercial, que mexe não só com o setor de brinquedos, mas desde itens para bebês até para adolescentes?, afirmou o presidente do PolloShop, Anísio Romanini. Segundo ele, os brinquedos devem prevalecer entre os itens mais procurados. Já peças do vestuário devem ser os escolhidos para presentear tanto bebês como pré-adolescentes. No Shopping Curitiba, a expectativa é de aumento de fluxo de pessoas de 15% e de 12% nas vendas. ?As lojas que vendem brinquedos estão trabalhando com estimativa de crescimento mínimo de 15%?, revelou a gerente de marketing do Shopping Curitiba, Alessandra Furtado. Entre os campeões de vendas estão carrinhos, bonecas e DVDs com temas infantis. A média de preço deve ficar em R$ 50,00.

Quem ainda não comprou o presente poderá fazê-lo neste final de semana. O comércio de rua em Curitiba ficará aberto no sábado, das 9h às 18h, e no domingo, das 10h às 19h. Os shoppings estarão abertos em horário normal.