O comércio está otimista com as vendas do Dia dos Pais este ano. É o que revela a Pesquisa Serasa de Perspectiva Empresarial divulgada nesta segunda-feira pela entidade. Segundo o levantamento, 48% dos empresários acreditam em um crescimento no faturamento – no ano passado este índice foi de 32%. A perspectiva de queda também melhorou. Este ano, 13% dos empresários esperam redução no faturamento, contra 32% verificados em 2006.

Entre os que projetam estabilidade, o porcentual aumentou, de 36% no ano anterior, para 39% em 2007. Por regiões, o Nordeste lidera este ano o ranking de otimismo, com 56% dos entrevistados projetando alta no faturamento, seguido por 53% dos empresários da região Norte. A região Sul continua como a menos confiante, com 41% de estimativas de alta.

De acordo com a Serasa, as grandes empresas do setor continuam sendo as mais otimistas, com 70% de respostas esperando crescimento do faturamento para este ano. Em 2006, este porcentual foi de 48%. As pequenas, assim como no ano passado, continuam menos otimistas, com 42% das opiniões do empresariado do comércio nacional divididas entre crescimento e estabilidade do faturamento.

Dentre as modalidades de pagamento adotadas pelos consumidores para o Dia dos Pais, as compras à vista irão predominar. Segundo a pesquisa, as compras à vista deverão ser feitas com dinheiro (40%) ou com cheques (25%). Os cartões de crédito ficarão com 16%, os de débito 14%, os demais 5%. Nas vendas a prazo, o empresariado estima que predominará a opção pelo cheque pré-datado, que representará cerca de 33% das transações, seguidos pelos cartões de crédito parcelados (28%) e financiamentos ou crediários (27%).