A Companhia Paranaense de Gás (Compagás) pretende investir cerca de R$ 25 milhões em novos 145 quilômetros de tubulações, tanto para expandir a distribuição nos municípios onde já há gás (para o mercado residencial e o bairro Santa Felicidade, em Curitiba, e o centro de Ponta Grossa) quanto para chegar em novas cidades (estão nos planos de expansão o eixo Quatro Barras – Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba). As obras começam já no início de 2003. Hoje, a Compagas possui cerca de 300 km de rede de distribuição operando em sete cidades: Curitiba, Ponta Grossa, Palmeira Campo Largo, Balsa Nova, Araucária e São José dos Pinhais. As informações foram dadas ontem pelo presidente da empresa, Antonio Fernando Krempel.

Os novos projetos são resultado de dois anos de estudos e foram aprovados pelo Conselho de Administração, composto pelos representantes dos sócios da companhia. Dos quatro, dois são para Curitiba. Um deles, prevê a chegada do gás natural ao bairro Santa Felicidade. O outro pretende a expansão da rede de distribuição de gás natural residencial. Hoje, as obras para esse segmento abrangem 90 km nos bairros Batel, Bigorrilho, Água Verde e Campo Comprido (região do Ecoville).

Para o ano que vem, a empresa prevê desenvolver o projeto de suprimento de gás domiciliar para 19 mil apartamentos e 50 estabelecimentos comerciais nos bairros Cristo Rei, Alto da XV, Alto da Glória, Hugo Lange, Juvevê, Cabral e Bacacheri. O investimento para os 79 km de rede na região será de R$ 10,5 milhões, com um consumo médio estimado de 50 mil m³/dia e as obras devem iniciar no final de 2003.

Outro importante projeto da empresa para o próximo ano é o chamado “Ponta Grossa II”. Ao todo, serão 21 km de rede que atravessarão o centro da cidade, possibilitando o abastecimento com gás natural de indústrias, postos de combustível e outros estabelecimentos comerciais. Esse investimento de R$ 4 milhões está condicionado à captura de um mercado potencial de 17,5 mil m³/dia na nova região. Hoje, a Compagás já atende diversas indústrias, como a Kaiser e a Tetra Pak, localizadas no distrito industrial de Ponta Grossa.

O quarto projeto, “Eixo Quatro Barras – Campina Grande do Sul” vai possibilitar a chegada do gás natural a mais quatro municípios do Estado.