O Índice de Confiança da Indústria (ICI) apurado na prévia da Sondagem da Indústria de março apontou um recuo de 2,3% em relação ao resultado de fevereiro, atingindo 104,2 pontos. O resultado convergiu para a média histórica, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

A retração da confiança foi influenciada pela piora das expectativas, destacou a fundação. A prévia de março demonstra que o Índice da Situação Atual (ISA) cedeu 1,5%, na prévia de março, para 104,1 pontos. Enquanto o Índice de Expectativas (IE) recuou 3,1% para 104,3 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria se manteve em 84,1%, segundo a prévia da sondagem. O resultado é o mesmo registrado em fevereiro. A prévia dos resultados da sondagem abrange a consulta a 808 empresas entre os dias 04 e 15 deste mês.