O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) elaborado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), registrou em novembro o melhor resultado do ano, com 136,7 pontos. Em comparação ao mês anterior, a alta foi de 2%. Os principais fatores para este resultado são o incremento da renda em virtude do 13º salário e o próprio clima de Natal.

A pesquisa identifica o sentimento dos paulistanos levando em conta sua condição econômica atual e suas expectativas quanto à situação econômica futura. O estudo tem base em dados coletados junto a cerca de 2.100 consumidores do município.

Após registrar em maio o pior resultado do ano, atingindo os 127 pontos, o humor do consumidor começou a dar sinais de melhora no final do semestre. O ICC iniciou então uma trajetória de recuperação, resultado relacionado ao quadro econômico favorável com melhoria dos rendimentos reais, redução da taxa de juros e do risco-país, controle da inflação, revisão do PIB e quedas consecutivas do dólar. O índice permaneceu estável nos meses seguintes, graças a um período econômico com poucas novidades e com um conjunto de indicadores positivos.

A perspectiva para o Índice de Confiança do Consumidor em dezembro é positiva. Segundo a Fecomercio, a tendência é que o ICC mostre sinais de alta no último mês do ano, mas em virtude da sazonalidade.