O consumo das famílias brasileiras, que representa 60,82% da renda nacional, caiu 1,32% no primeiro trimestre deste ano em relação ao primeiro trimestre do ano passado, somando três períodos consecutivos de queda, segundo dados divulgados hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No terceiro trimestre de 2001, esse indicador havia contabilizado queda de 3,28% e no quarto trimestre, nova redução de 3,27%.

O IBGE já divulgou os dados referentes ao PIB no trimestre sob a ótica da produção e os dados de hoje permitem visualizar a evolução da economia sob a ótica da demanda. Os resultados ficaram iguais, com queda de 0,73% do PIB no primeiro trimestre de 2002 e de 0,29% no período acumulado de quatro trimestres.

A queda no consumo não surpreendeu os técnicos do IBGE, pois é coerente com o aumento do desemprego e da queda da renda nacional nos últimos meses. O consumo do governo (18,64% do PIB)  outro grupo da renda nacional, registrou aumento de 0,86% no trimestre e de 1,53% no acumulado em quatro trimestres.