Um acordo de cooperação a ser assinado entre o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) e a Prefeitura de Pato Branco vai levar os benefícios do Programa de Apoio Tecnológico à Exportação (Progex) para toda a região Sudoeste. A solenidade será às 19h30 de hoje, no auditório da Faculdade de Pato Branco (Fadep).

Visando o desenvolvimento de projetos científicos e de extensão tecnológica de interesse comum, também participam diretamente do convênio a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Núcleo da Tecnologia da Informação de Pato Branco e a Associação Comercial e Industrial do município.

Uma equipe de extensionistas do Progex, capacitada especialmente para atuar na região, terá como sede de trabalho as instalações da Prefeitura, utilizando espaço físico, equipamentos e materiais de escritório para prestar atendimento direto às empresas e realizar pesquisas através da internet.

As adequações visam a obtenção da melhor qualidade de produtos, com redução de custos e insumos de produção. Objetivam também a adequação de processos produtivos às normas de qualidade do produto final. Outra finalidade é solucionar problemas de design e embalagem e barreiras externas que impedem negociações internacionais.

Progex

O Progex foi criado pelo governo federal para facilitar o acesso de empresas brasileiras, principalmente as pequenas e médias, ao mercado externo. É coordenado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, conta com recursos da Financiadora de Estudos e Projetos – Finep e tem suas sedes nos institutos de pesquisa estaduais.

Em um ano de funcionamento do programa no Paraná, mais de 70 empresas foram atendidas, com resultados altamente positivos. O atendimento às empresas é realizado em duas etapas. O primeiro passo é o chamado diagnóstico, quando é feito um estudo de viabilidade técnica. A segunda fase consiste na adequação tecnológica com implementação das medidas sugeridas.