A bancada governista no Senado conseguiu derrubar o prazo de 90 dias para que a proposta de emenda constitucional que prorroga a cobrança da CPMF até 2004 entrasse em vigor a partir da data de sua promulgação. O Plenário aprovou por 48 votos contra 20 e oito abstenções Destaque de Votação em Separado (DVS), apresentado pelo senador Romero Jucá (PSDB/RR), que suprime do texto da PEC a necessidade da noventena estabelecida pela Constitucional Federal.  (Fonte:Agência Brasil)