O consumo de energia elétrica dentro do mercado atendido diretamente pela Copel, representado por quase 3,5 milhões de ligações espalhadas por 393 dos 399 municípios do Paraná, aumentou 6,4% nos nove primeiros meses de 2008, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A companhia comercializou de 1.º de janeiro até 30 de setembro deste ano 14,645 milhões MWh (megawatts-hora) contra 13,768 milhões MWh no ano de 2007 877 mil MWh a mais.

Esse crescimento foi fortemente impulsionado pelo desempenho das indústrias instaladas no Estado, cujo consumo observou expansão de 9%. O segmento industrial com 61.903 unidades consumidoras ligadas responde por quase 35% de toda a energia elétrica fornecida pela Copel ao seu mercado cativo, exercendo, por isso, considerável influência sobre os números do consumo.

Entre os setores onde a variação no uso da eletricidade foi maior, destacam-se os de veículos automotores, máquinas e equipamentos, edição e papel e celulose.
O setor de comércio e serviços que com 292,8 mil ligações representa 20% do mercado atendido diretamente pela Copel também registrou significativa elevação no uso da energia elétrica entre janeiro e setembro deste ano, chegando ao patamar de 6,2%.

O mesmo percentual foi verificado entre os consumidores rurais, cuja participação no mercado cativo da Copel é de 6%, com 336,3 mil propriedades e domicílios atendidos.