O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deve colocar a desoneração de PIS/Cofins do óleo diesel – uma reivindicação dos caminhoneiros que estavam em greve até a semana passada – nas negociações com a equipe econômica sobre ajuste fiscal. A informação é do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Marcos Montes (PSD-MG). Segundo ele, uma comissão externa de deputados também pode ser criada para elaborar uma proposta ao governo.

Cunha explicou que já um requerimento na Câmara para que uma comissão de deputados seja criada para tratar das demandas dos caminhoneiros e que, esse grupo, irá trabalhar pela redução do PIS/Confins no óleo diesel. A bancada liderada por Marcos Montes estima que a retirada do imposto significaria a redução em R$ 0,22 no preço por litro de combustível, o que poderia gerar uma economia de R$ 2,2 mil no custo mensal dos caminhoneiros. Para não afetar os cofres públicos, o grupo quer que essa diferença seja absorvida por impostos de outras áreas.