Em tempos de crise econômica, planejar o orçamento doméstico é a única forma de manter equilíbrio financeiro e atravessar a má fase sem maiores prejuízos. Esse é o novo foco do curso de Educação para o Consumo e Orçamento Familiar, oferecido gratuitamente pela Prefeitura de Curitiba.

“Em tempos de fartura, temos que saber administrar as contas para tornar nossos sonhos realidade; nas crises, a questão é de sobrevivência e o importante é não comprometer a renda futura”, explica a economista da Secretaria Municipal do Abastecimento e coordenadora do curso, Marise Faigenblum.

Podem agendar cursos associações, empresas, clubes e até condomínios. São atendidos grupos de no mínimo 15 pessoas. Nesta semana, a economista esteve com um grupo de funcionários de um salão de beleza, no Batel. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (41) 3350-3831.

“Quem tem o salário atrelado à comissão deve redobrar a atenção nesse período”, diz a economista. “Outra dica importante é fugir de financiamentos, empréstimos, pois as taxas de juros podem ser alteradas e aumentar o valor das prestações.”

O curso, criado em julho de 2006, ensina que o orçamento é um plano de utilização da renda ou dos recursos da família, e deve ser baseado nas necessidades e desejos presentes e também na previsão futura. Controlar o orçamento não é complicado, garante a economista. Basta um bom planejamento, algumas mudanças de hábitos, saber negociar dívidas e utilizar corretamente as oportunidades e promoções.

Cartilha

Os alunos recebem uma cartilha, com dicas e uma planilha de gastos para cinco semanas. A planilha traz despesas com moradia – aluguel/prestação, água, luz, gás, telefone, impostos, consertos, alimentação e limpeza, saúde, educação, transporte, despesas pessoais e lazer. “Anotar os gastos é a primeira tarefa para um bom planejamento”, diz.