O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, disse que o tamanho de seu pacote de recuperação econômica ainda não foi finalizado, mas adiantou que o plano provavelmente ficará no “topo” da estimativa de sua equipe, ou cerca de US$ 775 bilhões. Em entrevista coletiva à imprensa, Obama reconheceu que o pacote de estímulo vai elevar o já estratosférico déficit federal e alertou que sem a ação do governo para lidar com a reforma do orçamento no longo prazo, os EUA vão enfrentar um “déficit até onde os olhos podem ver”.

Para conduzir o esforço de sua administração em combater os gastos desnecessários, o presidente eleito nomeou a consultora de administração Nancy Killefer para ser a diretora de desempenho do governo, que terá a responsabilidade de procurar o orçamento e encontrar novas competências nas agências federais.

“Sabemos que nossa recuperação e o planos de reinvestimento necessariamente vão aumentar mais” o déficit orçamentário, disse Obama. “Minha própria equipe econômica e de orçamento projeta que, a menos que tomemos uma ação decisiva, mesmo depois de nossa economia sair desse declínio, os déficits de trilhão de dólares serão uma realidade pelos anos à frente”, afirmou o presidente eleito. As informações são da Dow Jones.