A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abriu uma investigação sobre o Banco Itaú, a Itaúsa, Unibanco e Unibanco Holdings por “irregularidade detectada”, sem, no entanto, fornecer maiores detalhes.

As quatro investigações foram abertas em 3 de novembro, dia do anúncio da fusão entre o Itaú e o Unibanco. A investigação foi aberta a pedido da Gerência de Acompanhamento de Empresas e está em andamento.