Muitas das maiores economias do mundo estão indo em direção a um período de crescimento abaixo da tendência, de acordo com os indicadores antecedentes divulgados hoje pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O índice composto de indicadores antecedentes da atividade econômica dos 34 membros da OCDE caiu para 102,5 em maio, de 102,8 em abril, sugerindo que o crescimento econômico provavelmente vai se desacelerar. O indicador para o Brasil, que não é membro da OCDE, caiu para 97,6 em maio, de 98,3 em abril.

Entre as economias desenvolvidas, o indicador apontou desaceleração no Canadá, França, Alemanha, Itália e Reino Unido, enquanto entre as economias em desenvolvimento deverá haver desaceleração no Brasil, China e Índia. Desde fevereiro os indicadores do Brasil e da Índia têm ficado abaixo de 100 – nível que marca a tendência de crescimento de longo prazo.

No entanto, ainda não está claro se as economias de EUA, Rússia e Japão também se desacelerarão. O indicador antecedente dos EUA ficou estável em 103,4 em maio, depois de subir nos meses anteriores. Japão teve queda no indicador para 103,7 em maio, de 104,1 em abril, mas a OCDE alertou que isso deve ser interpretado com cautela em razão do desastre natural de março no país. As informações são da Dow Jones.