A demanda por etanol anidro nos próximos 12 meses no Brasil deve crescer em 1,36 bilhão de litros, de acordo com cálculos apresentados ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, pela Datagro, especializada no setor sucroenergético. O volume leva em conta o consumo adicional de 923 milhões de litros gerado em razão da nova mistura do biocombustível à gasolina, e também a quantidade de 443 milhões de litros que seriam acrescidos pela expansão natural da frota de veículos.

Considerando-se que a comercialização interna do produto tem girado em torno de 10 bilhões de litros, de acordo com dados da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), pode-se dizer que esses 1,36 bilhão de litros representam expansão de aproximadamente 13% no consumo doméstico. E segundo o próprio setor sucroenergético, há produto suficiente para garantir o abastecimento, com 1 bilhão de litros em estoque no início de março. A partir de abril, com o início da safra de cana no Centro-Sul do País, a produção tende a aumentar, suprindo a nova mistura.

Desde a segunda-feira, 16, a gasolina C vendida no País contém 27% de etanol anidro e não mais 25%. A decisão foi tomada pelo Conselho Interministerial de Açúcar e Álcool (Cima) no começo de março, com base em uma série de estudos feitos pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) nos últimos meses.

Agora, a expectativa do setor sucroenergético é de que o porcentual seja elevado novamente e atinja o teto da banda aprovada pelo governo em setembro passado, de 27,5%. Para tanto, já está agendada uma nova reunião da cadeia produtiva de açúcar e álcool e da indústria automobilística com o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, para 8 de abril, na qual serão apresentados os últimos testes de durabilidade realizados pela Anfavea.

Pelos cálculos da Datagro, esse 0,5 ponto porcentual representaria incremento de 231 milhões de litros na demanda por anidro nos próximos 12 meses, aumentando a demanda total pelo biocombustível em quase 1,60 bilhão de litros no período.