O líder da oposição no Congresso, deputado Pauderney Avelino (DEM-GO), afirmou que os bancos vão repassar aos clientes a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) a ser paga por eles de 15% para 23%. A mudança foi proposta pela relatora da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) em seu parecer apresentado na Medida Provisória (MP) 675.

O texto da MP encaminhado pelo governo ao Congresso foi enviado com uma elevação para 20%. “Alguém em sã consciência acredita que os bancos vão assumir os custos sem passar aos consumidores?”, questionou Avelino. Após a apresentação do parecer de Gleisi, o presidente da comissão mista da MP, deputado Domingos Sávio (PSDB-MG), concedeu vista coletiva aos integrantes do colegiado. A comissão deve se reunir novamente na próxima terça-feira, dia 25.