Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiram R$ 92,5 bilhões em 12 meses até janeiro, com alta de 43% em relação aos 12 meses anteriores, segundo nota divulgada nesta sexta-feira (6) pelo banco. No período, as aprovações chegaram a R$ 121,5 bilhões, com alta de 27%. Os resultados divulgados referem-se exclusivamente ao período acumulado entre fevereiro de 2008 e janeiro de 2009. Segundo a nota, o desempenho “mostra relativa estabilidade em relação ao resultado observado em dezembro de 2008”.

De acordo com o BNDES, a indústria apresentou o melhor desempenho em 12 meses, com aumento de 54% nas aprovações em relação aos 12 meses anteriores, atingindo R$ 57,7 bilhões. Os desembolsos para o setor industrial cresceram 51%, somando R$ 39 bilhões no período. Os financiamentos à indústria responderam por 43% dos desembolsos totais do banco e por 47% das aprovações, nos 12 meses até janeiro, segundo a nota.

O crescimento do desempenho da indústria foi provocado pelos investimentos nos setores de metalurgia, alimentos e bebidas e química e petroquímica. Segundo o banco, entre os 10 maiores projetos aprovados para a indústria no período considerado estão financiamentos para expansão de produção ou implantação de novas unidades industriais de empresas como Arcelor, Bertin, MMX, Brenco, grupo Ultra e Santa Luzia.

Os desembolsos para o setor de infraestrutura cresceram 36% nos 12 meses encerrados em janeiro, somando R$ 35 bilhões e respondendo por 39% do total liberado pelo banco no período. Os destaques ficaram por conta dos desembolsos para projetos de energia elétrica – R$ 8,6 bilhões, alta de 33% – e para transporte rodoviário – R$ 13,8 bilhões, com alta de 37%, de acordo com a nota do BNDES.