A taxa de desemprego recuou para 15,9% em junho em seis regiões metropolitanas do País, de acordo com Pesquisa de Emprego e Desemprego realizada pela Fundação Seade e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O desemprego havia ficado em 16,4%, em maio, e em 17,4%, em junho de 2006. O levantamento inclui as regiões metropolitanas de Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA) e São Paulo (SP), além do Distrito Federal.

O contingente de desempregados em junho foi estimado em 16,234 milhões de pessoas, 70 mil a menos que em maio. O desempenho é resultado do número de novas ocupações geradas em junho (196 mil), suficientes para absorver a entrada de 126 mil pessoas no mercado de trabalho.

O rendimento médio real dos ocupados ficou em R$ 1.055 em maio, queda de 0,6% em relação a abril e alta de 4,9% em relação a maio de 2006. O rendimento real dos assalariados ficou em R$ 1.136 em maio, queda de 0,2% ante abril e alta de 4,9% ante maio do ano passado.