O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou hoje que a proposta de desoneração para a construção de redes de fibras ópticas deve ser entregue à presidente Dilma Rousseff em até uma semana. Segundo ele, a isenção de PIS e Cofins para investimentos na ampliação das redes de banda larga do País deverá sair via medida provisória (MP).

Bernardo destacou que o Ministério das Comunicações fará a habilitação dos projetos, para garantir que as empresas beneficiadas pelo incentivo fiscal também invistam nas regiões Norte e Nordeste. “Vamos dificultar para quem quiser investir apenas em regiões já atendidas”, completou.