A dívida do governo central do Japão superou a marca de quatrilhão pela primeira vez no segundo trimestre de 2013, afirmou há pouco o Ministério das Finanças disse sexta-feira.

As dívidas pendentes do governo central totalizaram 1,009 quatrilhão de ienes no segundo trimestre, de 991,601 trilhões de ienes reportados no primeiro trimestre deste ano. O montante inclui títulos de longo e de curto prazo e outros tipos de empréstimos.

Os dados mais recentes confirmam que a dívida do governo central japonês é a única acima de 200% do Produto Interno Bruto (PIB). A dívida é a mais alta entre as economias industrializadas. De acordo com o gabinete do governo, o PIB para o ano fiscal encerrado em março foi de 474,8 trilhões de ienes.

Mesmo com o crescimento da dívida, que se torna uma preocupação para a comunidade internacional, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ainda não anunciou se o seu governo vai avançar com o plano de elevar o imposto sobre as vendas de 5% para 8% em abril de 2014. Posteriormente, o imposto pode subir para 10% em outubro de 2015. Alguns dos assessores de Abe tem pedido para que o aumento da taxa seja mais gradual, enquanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco do Japão (BOJ, na sigla em inglês) esperam que o governo leve o plano adiante.

A dívida ativa dos municípios, que totaliza aproximadamente 200 trilhões de ienes, não está incluída nos dados mais recentes. Fonte: Dow Jones Newswires.