O dólar à vista negociado no pregão viva-voz na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) iniciou o dia em baixa de 0,15%, cotado a R$ 1,941, em relação ao fechamento na sexta-feira. E o dia, segundo operadores promete ser de volatilidade.

Isso porque esta semana a atenção dos investidores se volta para as taxas de juros. Temores com relação à tendência global dos juros, junto com as apreensões em relação aos fundos de investimento muito alavancados (que se endividam para buscar lucro maior), foram fatores determinantes na formação do ambiente negativo que prevaleceu nos negócios domésticos de câmbio durante a semana passada.

Nos próximos dias, o assunto ganhará ainda mais relevância. Isso porque na quarta-feira começa a reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) que termina no dia seguinte com a divulgação das novas taxas de juros do país. Mas não pára por aí. Mais cinco países europeus discutem o assunto esta semana.