Os mercados de câmbio e de ações inverteram os sinais registrados até o início da tarde. Nos Estados Unidos, as bolsas permaneciam operando com ganhos.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), após subir na máxima 0,74%, aos 55.783 pontos, atingindo novo recorde diário de pontuação, desacelerou o ritmo de alta até recuar. Às 12h18, a Bolsa paulista caía 0,16%, aos 55.283 pontos.

No câmbio, o dólar comercial valia R$ 1,9160, com valorização de 0,05%. Já o dólar à vista negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), após breve troca de sinal, retornava ao campo positivo e recuava 0,02%, a R$ 1,914.

No mercado de juros na BM&F, o contrato de depósito interfinanceiro (DI) mais negociado, com vencimento em janeiro de 2009 projetava taxa a 0,19% ao ano, ante 10,6% de ontem.