Foto: José Adair Gomercindo/SECS

Produção de frangos do Paraná é a maior do País.

O governador Roberto Requião autorizou pelo Decreto 6.142 o diferimento no pagamento do ICMS para compra de embalagens (caixas, estojos e bandejas para ovos), que valerá somente para empresas de dentro do Estado. Segundo o presidente da Associação Paranaense de Avicultura (Apavi), Victor Evandro Bertol, este decreto ?é uma conquista dos produtores, pois o ICMS cobrado nas embalagens representava uma grande parte do imposto que pretendíamos creditar, e graças à sensibilidade do governador Roberto Requião o ano de 2006 começou com essa grande notícia para os associados?.

Ele disse que esta conquista, uma das principais lutas da associação, ganhou força com a posse da nova diretoria da Apavi em Arapongas, em janeiro, quando levou as reivindicações dos produtores aos secretários da Agricultura, Orlando Pessuti, e dos Transportes, Waldyr Pugliesi.

Avicultura

O Paraná é o maior produtor de frangos do País. De acordo com a União Brasileira de Avicultura (UBA), em 2004, o Estado abateu mais de 918 milhões de aves. Isto significou 22,72% do abate realizado no País. Em 2005, ultrapassou o abate de um bilhão de cabeças com inspeção.

O segmento agroindustrial de aves é o mais representativo no Valor Bruto da Produção (VBP) do Estado. Também é responsável por 36% do total da produção de carnes. Em maio de 2005, o Paraná respondeu por 29,5% das exportações brasileiras de carne de frango e gerou divisas na ordem de US$ 941 milhões.

Entre os três estados que mais produzem e exportam o produto, o Paraná teve um crescimento no volume exportado de 17,5%, o maior registrado de 2004 a 2005. As exportações paranaenses de carne de aves registraram uma expansão de 41% na receita, passando de US$ 733 milhões (2004) para US$ 1,03 bilhão (2005). A quantidade exportada aumentou 17%, saindo de 710 mil toneladas para 835 mil toneladas.

O volume exportado pelo Rio Grande do Sul cresceu 12,5%. Santa Catarina ficou em terceiro lugar com um crescimento de 11,6% nas exportações de carne de frango.