Arquivo /O Estado

Modelo Embraer 190, fabricado em São José dos Campos.

A Embraer anunciou a venda de 100 aviões para o Grupo HNA, quarta maior empresa aérea da China, sendo 50 do tipo ERJ 145 e 50 do modelo 190. Segundo a empresa, o valor total das encomendas firmes, ao preço de lista, é de US$ 2,7 bilhões. Conforme o aviso, trata-se do primeiro contrato de venda de um E-Jet na China territorial. Depois do anúncio, as ações Embraer ON registravam alta.

As entregas dos ERJs 145 começarão em setembro de 2007 e as do 190, em dezembro de 2007. No primeiro caso, trata-se de um jato de 50 assentos, que será produzido pela joint venture Harbin Embraer Aircraft Industry (HEAI), na cidade de Harbin, na Província Heilongjiang (China). Já o Embraer 190 será produzido na fábrica de São José dos Campos (SP). O modelo é configurado com 106 assentos, em classe única.

?Estamos exultantes por anunciar este negócio, que confirma a nossa acertada visão e estratégia de longo prazo de nos tornar uma empresa importante no mercado chinês?, disse, em comunicado, o presidente do conselho e diretor-presidente da Embraer, Maurício Botelho.

?A encomenda de 50 aviões ERJ 145 pelo Grupo HNA garantirá a continuidade do sucesso da joint venture, que, por sua vez, fortalecerá a cooperação entre os dois países no setor da aviação. Além disso, o negócio fechado ontem incrementará a produção de jatos regionais e o mercado de transporte aéreo regional na China?, afirmou, em comunicado, Zhang Hongbiao, presidente da China Aviation Industry Corporation II (AVIC II), parceira da Embraer na joint venture HEAI.

Segundo a Embraer, a introdução do ERJ 145 e da aeronave modelo 190 melhorará a atual malha doméstica da China, utilizando frotas mistas em rotas com menor demanda ou abrindo novos mercados. ?Isto beneficiará o desenvolvimento econômico de cidades pequenas e médias nas regiões oeste e nordeste.? Conforme o aviso, o Grupo HNA opera a maior frota de jatos regionais na China.

Em 30 de junho passado, a Embraer havia entregue 163 E-Jets a clientes no Canadá, Estados Unidos, Equador, Panamá, Arábia Saudita, Finlândia, Polônia, Itália, Alemanha, Índia e Hong Kong. Além disso, diz o comunicado, a companhia brasileira entregou 858 aviões comerciais ERJ 145 em todo o mundo. Ambas as famílias de aeronaves comerciais da Embraer – os E-Jets e os ERJ 145 – voam atualmente para mais de 70 empresas aéreas, em 43 países.