Integrantes do Programa Jovem Empreendedor (Proem), do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) promoveram, ontem, um café da manhã empresarial, do qual participaram diversos empresários e prováveis clientes. Na ocasião, representantes do Cefet-Paraná explicaram um pouco mais sobre o programa desenvolvido desde 1997, e os jovens empreendedores puderam expor os projetos e as novas idéias para o mercado.

?O programa visa a disseminação da cultura empreendedora, voltado tanto aos alunos como para comunidade externa. São dois os mecanismos: o hotel tecnológico e a incubadora de investimento tecnológico do Cefet?, explica a coordenadora do Proem, Rejane Cioli Antunes.

Atualmente, no programa se desenvolvem 10 projetos de empresas – empresas pré-incubadas, funcionando ainda como pessoas físicas – e duas empresas incubadas, já constituídas enquanto pessoas jurídicas, a Gap, soluções em Placa de Circuito Impresso (PCI), e a Esystech, que já atua, inclusive junto à uma grande empresa, a Microsoft. As áreas de atuação dos jovens empreendedores são as mais variadas: ambiental, design, informática, construção civil, arquitetura e eletrônica.

Jovens empresas

Uma das empresas na fase de pré-incubação é a DesignErê, que desenvolve projetos ?ecos-sociais? de arquitetura e design. ?Percebemos duas necessidades no mercado: uma em relação à tecnologia assistiva e outra na área ambiental?, explica um dos responsáveis pela empresa, Eloy Fassi Casagrande Júnior. Entre os produtos oferecidos pela empresa estão móveis e outras tecnologias voltadas às pessoas com deficiência e construções, e também móveis, com design sustentável, ou seja, materiais alternativos.

Atualmente a empresa está com um projeto, uma casa, doada ao pequeno Cotolengo, que começa a ser construída já em setembro, e outros projetos de aproveitamento de madeira certificada, feita de manejo sustentável, para móveis e outros dois relacionados à construção: uma residência em chácara, em Piraquara, e um protótipo em bambu. (Nájia Furlan)