A empresa denunciante do esquema de cartel para fixar taxas de câmbio, investigado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), negociou para não pagar multa que, em caso de condenação, poderá ser bilionária. “Como não tínhamos conhecimento da conduta (denunciada por um dos bancos), ele está pleiteando imunidade total (da multa)”, informou o superintendente-geral do Cade, Eduardo Frade.

A denúncia foi feita ao Cade por um dos bancos investigados, mas o órgão não divulgou o nome da empresa porque, pelo acordo, essa informação é sigilosa.