Brasília  – Um grupo de empresários prometeu ao governo, durante uma reunião que durou três horas no Palácio do Planalto, que vai continuar investindo no Brasil, com previsão de aumento das exportações no ano que vem. Na reunião com os ministros da Fazenda, Antônio Palocci, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, e da Casa Civil, José Dirceu, segundo o presidente da Nestlé Brasil, Ivan Fábio Zurita, o governo, por meio de um diálogo aberto, fez um apelo e alertou os empresários sobre a importância dos investimentos e de se atrair capitais para o Brasil.

“A chamada para esse diálogo, em que o governo escutou mais do que falou, foi muito importante. Essa é a melhor maneira de se avançar no sentido econômico, de emprego, de impostos e obviamente na qualidade de vida que todos nós buscamos”, ressaltou Zurita. “Vamos continuar investindo US$ 140 milhões todo ano, mais as aquisições que, porventura, possamos fazer. A Nestlé, pelo tempo que está no País (82 anos), é uma companhia com sabor brasileiro. Não tenham dúvidas de que acreditamos no Brasil e estamos aqui para sempre”, afirmou.

O presidente da Cargill Agrícola S.A., Sérgio Barroso, disse que a oportunidade que o governo deu ao empresariado para que, por meio de um diálogo informal, pudessem ser discutidos temas importantes para o País e para o setor, foi vista com muita satisfação por todos, porque foi um diálogo, no qual o setor pode responder o que está sendo feito em termos de investimentos, geração de empregos, entre outros fatores, para ajudar a desenvolver o Brasil.