São Paulo (AG) No ano passado as empresas brasileiras atingiram o maior índice de endividamento dos últimos 24 anos. Em 2001, as 500 maiores empresas do país tiveram um endividamento de 58,4% do patrimônio líquido, só perdendo para o índice registrado em 1977, de 58,7%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras da USP (Fipecafi), em parceria com a revista “Exame”. Em 2001, o total das dívidas das 500 maiores empresas somou US$ 147 bilhões, o maior dos últimos 11 anos. Na avaliação do professor Ariovaldo dos Santos, da USP, o índice de endividamento das empresas brasileiras não é preocupante. Segundo ele, o índice é baixo se comparado com o de empresas americanas, européias e japonesas. O problema, na avaliação do professor, são as baixas rentabilidades registradas no ano passado. “Endividamento não é um sinal ruim. O país cresce com endividamento, pois as empresas estão investindo. O problema são as baixas taxas de retorno sobre o investimento”, disse Santos.