As encomendas à indústria dos EUA caíram 1,4% em maio, na maior queda em 14 meses, para US$ 413,25 bilhões, informou hoje o Departamento de Comércio. O declínio foi maior que o de 0,8% previsto pelos economistas. As encomendas excluindo transportes recuaram 0,6%. Os dados de abril foram revisados em baixa para mostrar aumento de 1,0% nas encomendas à indústria, em vez da alta de 1,2% estimada originalmente.

Uma referência para os gastos de capital das empresas, as encomendas de bens de capital não defensivos excluindo aeronaves subiram 3,9%. Já os estoques das indústrias caíram 0,4%, enquanto os embarques recuaram 1,3%. As encomendas não atendidas, um sinal de demanda futura, aumentaram 0,2%. As informações são da Dow Jones.