As encomendas à indústria nos EUA subiram 1,7% em janeiro, em comparação com dezembro, mas o aumento foi menor do que o esperado pelos analistas, que previam alta de 2%. Segundo o Departamento de Comércio, o crescimento foi impulsionado pela demanda por aviões comerciais. As encomendas de bens de capital não relacionados à defesa subiram 3,1%. Se excluídos os aviões comerciais, houve queda de 4,1%. Os dados de dezembro foram revisados em leve alta, para 1,5%, de 1% anunciado anteriormente.

Os estoques, que haviam caído 0,2% em dezembro, aumentaram 0,2% em janeiro, registrando alta em três dos quatro últimos meses. Computadores e produtos eletrônicos tiveram a maior queda entre os bens duráveis. Entre os bens não-duráveis, os estoques subiram, liderados por um aumento de 2,3% nos produtos de petróleo e carvão. As informações são da Dow Jones.