Começa neste domingo (3), às 19 horas, em Foz do Iguaçu, o 1º Encontro Trinacional para Gestão de Águas Fronteiriças e Transfronteiriças, Argentina-Brasil e Paraguai. O evento, que termina quarta-feira (6), está sendo promovido pelo governo do Paraná e a estatal Itaipu Binacional. Participam 300 técnicos dos três países que discutirão propostas comuns para a preservação e recuperação das Bacias do rio Paraná e bacia do rio Santo Antonio.

Segundo o diretor de Coordenação da Itaipu Binacional, Nelton Friedrich, essa é uma proposta "integracionista e oportunidade muito rica por tratar-se de um encontro de bacias entre três fronteiras. Além do aspecto ambiental, será discutido manejo mais adequado de solo e água. Somos vizinhos e precisamos ter ações comuns e permanentes no que diz respeita a uma região rara a todos nós?. Friedrich disse que os participantes construirão uma agenda pró-ativa de ações conjuntas na área de recursos hídricos.

"A Bacia do Rio Paraná é comum ao Brasil e Paraguai, e a bacia do Santo Antônio faz divisa entre Brasil e Argentina. Este será o primeiro encontro Trinacional, realizado nesta região do país de forma integrada?. Entre os temas previstos no cronograma do encontro, segundo o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, estão ?Gestão de águas: marco constitucional e legal?, ?Acordos bilaterais, multilaterais e projetos no âmbito da Bacia do Prata?, ?Instrumentos de gestão? e ?Casos e experiências na gestão de águas transfronteiriças?, além de oficinas, visitas técnicas e eventos paralelos. O secretário vai apresentar a política ambiental paranaense, que, segundo ele, no ano passado implantou uma nova forma de gestão usando como referência as bacias hidrográficas.