Depois de uma boa notícia dada ontem – redução de pouco mais de 2% nas contas de energia elétrica, o consumidor do Paraná pode, hoje, parar de comemorar. A Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica, autorizou ontem a Copel a reajustar a energia que entrega no Paraná e Santa Catarina em 10,96%.
E tem mais: o aumento (anual) entra em vigor nesta segunda-feira, dia 24. Isso quer dizer que não fosse a redução por conta da ?Conta de Consumo de Combustível?, a ?mordida? seria ainda maior.
 A distribuidora é responsável pelo abastecimento de energia para 2,9 milhões de unidades consumidoras em 396 municípios no Paraná e Santa Catarina.
O reajuste já considera a redução da CCC (Conta de Consumo de Combustíveis), anunciada anteontem pela Aneel. Caso a CCC não tivesse sido revista, o índice de reajuste para os consumidores da Copel seria de 12,8%.
Também foram retirados dos cálculos do reajuste a parcela de cobertura dos custos de implantação do MAE (Mercado Atacadista de Energia), o que representou uma redução de 0,49% no percentual.
A Aneel considera a variação de custos não-gerenciáveis (energia comprada de geradoras, Conta de Consumo Combustível (CCC), Reserva Global de Reversão (RGR), taxa de fiscalização e encargos de transmissão); e os custos gerenciáveis, sobre os quais incide o IGP-M.