O governo da Espanha planeja cortar impostos a partir de 2015 e fazer alterações significativas na tributação para as empresas diante da perspectiva de recuperação gradual da economia, afirmou nesta segunda-feira o ministro de Finanças do país, Luis de Guindos.

A melhora da economia, ainda que lenta, e a expectativa de queda do desemprego permitem ao governo trazer os impostos para o nível anterior ao aumento do ano passado, avaliou o ministro. “Os impostos sobre empresas têm taxas básicas altas, mas muitas lacunas. Isso é o que devemos analisar”, disse Guindos.

Após uma série de aumentos impopulares nos últimos anos, o ministro também afirmou que a Espanha não planeja alterar os impostos sobre valor agregado. “O ano de 2014 será o primeiro de recuperação desde 2008”, ressaltou. Fonte: Dow Jones Newswires.