Os preços do etanol hidratado cobrados nos postos do Estado recuaram 7,29%, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana terminada em 26 de março.

Segundo o levantamento, o preço médio no Paraná ficou em R$ 1,461, caindo mais de dez centavos em relação aos R$ 1,576 cobrados na semana anterior. A pesquisa encontrou postos cobrando no mínimo R$ 1,18 o preço mais baixo encontrado no País , em Ponta Grossa. Por outro lado, há estabelecimentos, em Paranaguá, que cobram até R$ 2,199 pelo litro do combustível.

Nas últimas quatro semanas, a tendência de queda no preço do etanol é visível, no Estado. Entre os dias 28 de fevereiro e 6 de março, por exemplo, o preço médio do produto era R$ 1,780. Na semana seguinte, a queda foi de quase 9 centavos, para R$ 1,693.

Em Curitiba, o recuo na última semana foi ainda maior que a média estadual: 9,17%. O litro do combustível, que na semana passada valia, em média, R$ 1,570, passou a custar R$ 1,426.

A ANP encontrou postos vendendo o produto a valores desde R$ 1,279 até R$ 1,599. No início do mês, o valor médio do litro do etanol era R$ 1,770. Na segunda semana, o produto já era vendido a R$ 1,684.

O recuo no preço do etanol já era anunciado pelo setor sucroalcooleiro desde o início do ano devido ao início da safra, em março. No Paraná, o produto já voltou, há algumas semanas, a ser mais vantajoso que a gasolina, cujos preços também vêm caindo, mas com menos expressão.

Esta semana, o combustível fóssil foi vendido, em média, a R$ 2,378 o litro, no Estado. A esse preço, abastecer com etanol só não valeria a pena se o litro do derivado da cana custasse mais que R$ 1,665.

A queda registrada na última semana se repetiu na maior parte dos Estados e foi tão expressiva que, na média de preços do Brasil, o etanol também está mais competitivo que a gasolina.

Segundo a ANP, na média do Brasil, o preço do etanol ficou em R$ 1,762 na semana terminada em 26 de março, ante R$ 1,838 registradas na semana anterior.

No Estado de São Paulo, a redução foi de 6,42%. Em Goiás, os preços registraram queda de 7,88% e no Mato Grosso do Sul eles recuaram 7,39%. A maior queda foi registrada no Rio Grande do Sul, de 8,81%. No total, o preço do etanol recuou em 22 estados e no Distrito Federal. As cotações subiram em 4 estados. A maior alta foi em Roraima, de 2,67%.

Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,575 por litro, o preço do etanol está 2,11% abaixo do ponto de equilíbrio com o da gasolina, o que torna o etanol mais competitivo no preço médio.