Os estoques do atacado nos Estados Unidos caíram 0,8% em maio, para o nível sazonalmente ajustado de US$ 402,2 bilhões, informou o Departamento do Comércio. Em abril, o dado revisado aponta que os estoques cederam 1,3% – abaixo da queda de 1,4% originalmente informada. Economistas esperavam baixa de 1% em maio, na comparação com abril. Em relação a maio do ano passado, a queda foi de 7,6%.

Indicador do excesso de oferta, a média estoques/vendas cedeu pelo segundo mês seguido, mostrando que os atacadistas conseguem gradualmente controlar os estoques. A taxa, que caiu para 1,29 em maio, estava em 1,31 em abril. Essa taxa mede o número de meses que as varejistas levariam para zerar os estoques. Embora inferior a abril, a taxa continua acima do 1,12 registrado em maio do ano passado.

As vendas no atacado subiram 0,2% em maio, para o nível sazonalmente ajustado de US$ 311,3 bilhões. As vendas em abril foram revisadas e registraram queda de 0,4%. Em comparação a maio do ano passado, as vendas cederam 19,9%.

A liquidação dos estoques foi responsável por uma grande parte da queda do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, que encolheu 5,5%, em termos anualizados. As informações são da Dow Jones.