A China permitirá que bancos estrangeiros qualificados negociem futuros de bônus soberanos, de acordo com um documento das reuniões entre o país e os EUA publicado pela agência de notícias Xinhua.

Os investidores institucionais, tanto do mercado doméstico quando do exterior, estão sendo encorajados a participarem da negociação de bônus soberanos e futuros de bônus soberanos, disse a Xinhua. As instituições financeiras estrangeiras qualificadas serão convidadas a subscreverem instrumentos de financiamento de dívida para empresas não financeiras no país.

A negociação de futuros de bônus soberanos está sendo reintroduzida após um proibição de 18 anos por causa de um escândalo envolvendo vendas a descoberto. O órgão regulador de ativos mobiliários divulgou nesta sexta-feira um esboço das diretrizes para a participação de empresas de ativos mobiliários e fundos mútuos. As regras para bancos ainda serão divulgadas. Fonte: Dow Jones Newswires.