O déficit em conta corrente dos Estados Unidos subiu para US$ 119,3 bilhões no primeiro trimestre deste ano, puxado pelo aumento das importações, informou hoje o Departamento de Comércio. O resultado do quarto trimestre de 2010 foi revisado para um déficit em conta de US$ 112,2 bilhões, ante os US$ 113,3 bilhões calculados anteriormente.

Economistas esperavam um déficit de US$ 126 bilhões nos três primeiros meses deste ano. Com o aumento, a proporção do déficit em conta corrente em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano subiu de 3,0% para 3,2%.

A conta corrente do balanço de pagamentos reúne dados da balança comercial (exportações menos importações), da balança de serviços e das transferências unilaterais. No primeiro trimestre, o déficit comercial dos EUA cresceu para US$ 140,8 bilhões, ante US$ 118,7 bilhões no quarto trimestre de 2010. Em dólares, as importações aumentaram mais que as exportações.

Já as transferências correntes unilaterais caíram para US$ 33,2 bilhões, ante US$ 33,4 bilhões. O relatório também mostrou que o superávit sobre a renda aumentou para US$ 54,8 bilhões, ante US$ 39,9 bilhões. As informações são da Dow Jones.