A consultoria Challenger, Gray & Christmas divulgou hoje que o número de demissões anunciadas por grandes empresas dos EUA caiu para 42.759 em outubro, o menor nível desde junho e bem abaixo das 115.730 demissões de setembro. Entretanto, o volume ainda é 13% superior ao registrado em outubro do ano passado.

Ao mesmo tempo, os anúncios de contratações planejadas subiram para quase 600 mil em outubro, de 76.551 em setembro. No acumulado do ano até outubro, o número de demissões anunciadas aumentou 16% ante o mesmo intervalo de 2010, totalizando 521.823. Os principais responsáveis são o setor financeiro e o governo.

“Parece que nós entramos em um padrão de baixo número de demissões em dois meses, seguido de um aumento repentino em um mês, geralmente causado por grandes demissões em algumas poucas empresas grandes”, comentou John A. Challenger, executivo-chefe da consultoria. “Mas isso não é surpreendente, tendo e vista a lentidão e a irregularidade na recuperação econômica. Provavelmente isso deve continuar a ocorrer no primeiro semestre de 2012”, acrescentou. As informações são da Dow Jones.