O ministro de Economia da Itália, Pier Carlo Padoan, disse hoje que não houve qualquer discussão sobre um plano alternativo para a Grécia na última reunião de ministros de Finanças da zona do euro sobre o assunto. Um impasse nas negociações levou algumas autoridades europeias a sugerirem na semana passada conversas sobre um “plano B”, em caso de fracasso do diálogo de Atenas com seus credores internacionais.

“Não houve discussão sobre um plano B para a Grécia”, disse Padoan, referindo-se à reunião realizada pelo Eurogrupo em Riga, capital da Letônia, na última sexta-feira.

Durante o encontro, um pequeno grupo de ministros cogitou a possibilidade de discutir um plano de contingência se as negociações com a Grécia falharem e Atenas for obrigada e entrar em moratória.

“Não precisamos de plano B”, disse Padoan a jornalistas em Roma. “O que precisamos é de um acordo final entre o Eurogrupo e autoridades gregas.”

Padoan disse também que considera “muito abstrata” a opção de moratória seletiva para a Grécia, pela qual o setor público do país daria calote em sua dívida, mas sem comprometer os bancos locais. Fonte: Dow Jones Newswires.