Técnicos da área de defesa sanitária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da missão da União Européia, que visitará propriedades e frigoríficos no Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul, definiram o roteiro que cumprirão nesses estados.

A missão foi dividida em dois grupos. O primeiro deles já está em Porto Alegre, onde visita o Laboratório de Análise Agropecuária (Lanagro), onde também estão técnicos do Lanagro de Belém. Hoje, a partir das 8h, visitarão o Centro de Controle de Aftosa, no Mato Grosso do Sul. Na quinta e sextas-feira (26/01 e 27/01), realizarão vistorias em fazendas sob vigilância sanitária, em postos de distribuição de vacinas, no centro de controle de doenças e em postos de controle nas fronteiras do Estado.

Na segunda, terça e quarta-feira (30 a 01/02), já no Paraná, conhecerão o centro de controle de aftosa e avaliarão, com as autoridades estaduais, a situação epidemiológica, as medidas adotadas para contenção da doença e visitarão fazendas nas zonas atingidas, além de postos de fronteira.

O segundo grupo inicia, também hoje, por São Paulo visitas a frigoríficos. Amanhã e sexta-feira (26/01 e 27/01) serão vistoriados frigoríficos no Paraná. Do dia 30 a 01/02, no Rio Grande do Sul, inspecionarão fazendas e frigoríficos.

Na sexta feira (03/02), às 9h30, os dois grupos se reúnem em Brasília com técnicos da Secretária de Defesa Agropecuária para o balanço da missão.

Norte-americanos

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, recebe hoje, a partir das 16h, um grupo de dirigentes do agronegócio norte-americano. A missão – organizada pelo Grupo Interamericano para Erradicação da Febre Aftosa (Giefa), com apoio do Centro Pan-americano de Febre Aftosa (OPAS/OMS) e do Departamento de Agricultura dos EUA -tem por objetivo fortalecer os compromissos para o cumprimento do Plano Hemisférico para a Erradicação da Febre Aftosa (PHEFA), conhecer os programas nacionais e discutir formas de operação e fortalecimento das ações nos diversos países da América do Sul.

Além da audiência com o ministro, os norte-americanos terão reuniões na sede do Panaftosa, no Rio, e na Confederação Nacional da Agricultura (CNA), em Brasília.

Empenhado em fortalecer o compromisso hemisférico de erradicação da aftosa, o Giefa elabora e supervisiona ações de apoio e suplementação aos programas nacionais e desenvolve parcerias para obtenção de recursos com participação do setor privado.

Impasse

O impasse em torno do sacrifício dos animais da fazenda Cachoeira, em São Sebastião das Amoreiras, perdura. Ontem à tarde o superintendente do Mapa no Paraná, Valmir Kowaleski, disse que, em contato com Brasília, foi informado que o Mapa já havia enviado os documentos solicitados pelo juiz Cléber Sanfelici Otero, da 3.ª Vara de Justiça Federal de Londrina.

Porém na 3.ª Vara a informação é de que os referidos documentos, que comprovam cientificamente o foco na Cachoeira, ainda não chegaram para apreciação. E pela interpretação do juiz, o prazo expirou na sexta-feira, já que a citação à União ocorreu no dia 13. Desde a última segunda-feira, pelo texto da liminar, a União está tendo de pagar R$ 1.000,00 ao dia pelo não-cumprimento da determinação.

A Advocacia Geral da União, que já anunciou que tentará cassar a liminar, ainda não havia dado entrada com o recurso até o final da tarde de ontem.