Dois presidentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Charles Evans, de Chicago, e Dennis Lockhart, de Atlanta, se disseram otimistas com relação à economia dos Estados Unidos e previram um ritmo de altas modesto em 2017.

“A economia dos EUA está operando muito bem” e um “aumento gradual dos juros” é previsto para este ano, afirmou Lockhart, citando o otimismo entre empresários e a admitindo que poderia “tolerar” uma inflação ligeiramente acima da meta de 2,0%.

Já Evans afirmou esperar um crescimento ligeiramente acima da tendência nos próximos dois ou três anos, mas que questões estruturais devem fazer a taxa desacelerar novamente.

Ambos participaram de um painel organizado pela American Council of Life Insurers em Naples, Flórida.

Lockhart, que anunciou sua aposentadoria para fevereiro, disse projetar duas altas de juros em 2017. Evans, que tem voto no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) este ano, defendeu três elevações.

Apesar do otimismo, ambos os dirigentes afirmaram que as perspectivas são menos claras por causa da forte incerteza política.

Lockhart afirmou que a definição do ritmo de altas “depende de como a economia se comporta” e de como será o governo do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que prometeu uma política comercial mais protecionista e com incentivos fiscais. Evans, por sua vez, afirmou que estímulos fiscais são um fator positivo, e que os juros mais altos dos Treasuries refletem aumento do otimismo com a economia. Fonte: Dow Jones Newswires.