O setor calçadista acumulou nos cinco primeiros meses deste ano uma queda de 27,3% no volume embarcado ao exterior, que somou 51,1 milhões de pares, informou a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). O volume representa 21,5 milhões de pares a menos exportados em relação ao mesmo período do ano passado. Já o faturamento do setor com as vendas externas recuou no período 28,6%, para US$ 560,1 milhões.

De acordo com a entidade, a retração das exportações deve seguir pelos próximos meses, em razão dos efeitos da crise internacional que afeta os principais mercados brasileiros. Para os dois maiores compradores, Estados Unidos e Reino Unido, as vendas caíram, respectivamente, 33% e 35,5%. Outro fator que deve reduzir os embarques é a ampliação do protecionismo de países como Argentina (terceiro destinos das exportações), Equador e Venezuela.

As importações de calçados, no entanto, apresentaram crescimento de 4,5% no acumulado de janeiro a maio de 2009, com a compra de 17,9 milhões de pares. As importações somaram US$ 148 milhões, o que representou uma alta de 21,1%, na comparação com o mesmo período de 2008. Em torno de 83% do total das compras externas de pares de calçados foram originárias da China.